Polícia Civil arquiva processo contra youtuber acusado de estupro

Após investigar, a Polícia Civil decidiu arquivar o processo contra o youtuber mineiro Everson Zoio, que foi acusado de estuprar a ex-namorada após ele próprio relatar o momento íntimo com ela.

O caso estava nas mãos da Delegacia Especializada de Combate à Violência Sexual, em Belo Horizonte. Ouvidos pela delegada Larissa Massotte, o youtuber e a ex-namorada negaram o crime.

No dia 8 do mês passado, a Polícia Civil já tinha encerrado o inquérito que apurava um envolvimento dele em crime cibernético. A polícia afirmou, na época, que não foram encontrados indícios desse tipo de delito. A informação é do jornal Hoje em Dia.

Em julho deste ano, Zoio, ao lado de amigos, relatou um momento íntimo com a ex-namorada. Ele afirmou que ter tido relações naquela noite e que ele não forçaria, porque “não sou estuprador”. O youtuber, então, descreveu como tirou a roupa da companheira com cuidado para ela não acordar e consumou o ato sexual.

Ela já tinha dormido, estava lá, roncando igual a um porco velho. Aí eu falei: Não vou acordar. Ela já falou que não vai rolar, então não vai rolar, vou tentar dormir. Aí, deitei, fui abaixando, ela estava com um pijama bem fininho, consegui tirar. Quando fui tirar a calcinha, dei um puxão e ela se mexeu, devia estar com a calcinha apertada, então eu puxei do lado… tá ligado aquele esqueminha, lá?”, descreveu ele, na época.

19/09/2018

(Visited 1 times, 1 visits today)