Com cobertura de 100%, Radiocomunicação digital fortalece combate ao crime

O sistema de radiocomunicação digital passou a cobrir 100% do território alagoano neste mês de outubro. A tecnologia adquirida pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) tem melhorado a atuação das forças policiais, que agora contam com um sistema mais seguro, mais integrado, com tempo-resposta reduzido e ainda sinal ampliado e permanente entre as transmissões.

A ferramenta reúne todos os órgãos estaduais de Segurança Pública, além de o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Sistema Prisional e Guarda Municipal de Maceió. Em breve, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também deverá fazer parte da rede de comunicação.

O sistema conta com seis estações rádio base com quatro portadoras, mais 55 com duas portadoras e 20 estações de despacho. São mais de 4.500 rádios, sendo 3.766 portáteis, 690 móveis e 140 fixos, com capacidade de expansão e uma tecnologia que possibilita o fornecimento de localizações exatas.

BENEFÍCIOS DO SISTEMA DIGITAL

O gerente de comunicação da SSP, major Thiago Chagas, explica que um dos principais benefícios da substituição do sistema analógico pelo digital é o impedimento da interceptação da comunicação por criminosos.

“Antes tínhamos bastante dificuldade porque o sistema analógico podia ser facilmente monitorado por outras pessoas, mas agora é um sistema criptografado, então não corre o risco de ser copiado. Ninguém pode captar o sinal policial ou copiar as ocorrências. Então nós temos mais segurança e privacidade, o que reflete em uma melhor prestação de serviço à população alagoana”, afirmou.

Outras vantagens do sistema de radiocomunicação digital são funcionalidades, como gravações de conversas por áudio e texto, registros de localização, mapeamento das viaturas, além de uma qualidade superior de áudio, sem chiados ou risco de interferência.

A ferramenta permite ainda que cada órgão de Segurança se comunique de forma separada. E, quando necessário, é realizada a comunicação entre órgãos para que atuem de forma conjunta nas ocorrências que exigem integração.

“Até dentro de um mesmo órgão como, por exemplo, a Polícia Militar, a comunicação de cada batalhão funciona independente do outro e, se precisar, podemos fazer funcionarem juntos. O sistema permite que a gente faça o que quiser”, completou o major.

No município de Delmiro Gouveia, por exemplo, a radiocomunicação digital já tem auxiliado bastante no trabalho das forças policiais. O tenente Victor Lopes, do 9º Batalhão de Polícia Militar, afirmou que tem ajudado, principalmente, na comunicação com os grupamentos de Polícia Militar (GPMs).

“Antes tínhamos muita dificuldade para entrar em contato com os GPMs de municípios muito distantes com o sistema analógico. Posso afirmar que tem ajudado bastante e tem sido muito bom, até por sabermos que não têm outros rádios que captam o sinal digital. E também não há interferência com rádios de taxista, que havia com o sistema analógico”, disse.

ECONOMIA PERMITE COBERTURA EM TODO O ESTADO

Com um investimento total de mais de R$ 29 milhões – sendo mais de R$ 28 milhões recebidos do Governo Federal –, Alagoas é o primeiro estado do Nordeste a adotar o sistema de radiocomunicação digital em todo o seu território.

O recurso que, inicialmente, era para ser utilizado em tecnologia nas cidades de Maceió e Arapiraca, foi usado nos 102 municípios alagoanos, por meio de economia de mais de 50% na primeira licitação e rendimento até a execução do pagamento, quando o equipamento chegou a Alagoas. Além disso, com a economia, mais de R$ 12 milhões foram devolvidos ao governo federal.

Na primeira fase de implantação, a cobertura foi desde Santana do Ipanema até Barra de Santo Antônio. Já na segunda fase, o sistema cobriu todo o resto do estado, reforçando e integrando ainda mais as forças da Segurança Pública.

Segundo o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, a ferramenta contribui para a redução dos índices criminais no estado, por meio do aumento da integração entre os órgãos da Segurança.

“Migrar o sistema analógico de radiocomunicação para o digital foi um avanço fundamental para melhorar a segurança em Alagoas, não só para a população, mas para os próprios policiais. Com o novo sistema, as forças policiais têm mais integração e agilidade nos atendimentos à população”, disse.

Ascom – 22/10/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)